Sega decide focar no mercado ocidental, em jogos mobiles e no PC após mais um ano de prejuízo

OK, a situação não está tão crítica assim não.

A Sega  (subsidiária da Sega Sammy Holdings) divulgou na última sexta-feira (26/04) que, apesar de ter aumentado o faturamento, contou com prejuízo no ano fiscal que findou em março de 2019, situação que já acorreu no ano anterior. Conforme a apresentação dos resultados, que você pode conferir aqui, os principais responsáveis por isso foram a baixa performance das máquinas de pachinko e as fracas vendas digitais de jogos. Apesar disso, as vendas de jogos em mídia física tiveram um aumento no lucro em comparação ao ano anterior, com destaque para Yakuza 6: Song of Life, Judgment e Football Manager 2019, que obtiveram excelentes vendas na América do Norte e Europa. Algumas razões para as fracas vendas digitais, conforme a própria Sega, foram os atrasos no lançamento de jogos (foram lançados apenas 8 dos 12 jogos digitais planejados para o ano fiscal), a falta de foco com diversos títulos sendo criados e uma saturação do mercado.

Assim, acreditando na estagnação do mercado japonês, a Sega anunciou que pretende dar uma maior atenção para os demais mercados asiáticos e principalmente para a América do Norte e Europa, se empenhando mais em jogos móveis de esporte e aos PCs. Outras medidas mais especificas, de forma a recuperar o setor de jogos digitais da empresa são:

  1. Diminuir a quantidade de jogos desenvolvidos e lançados;
  2. Ajustar o número de títulos operados diretamente pela Sega;
  3. Maior foco nas IP (Propriedades Intelectuais) próprias e já existentes, como Sonic, Total War, Football Manager, Yakuza e Persona 5;
  4. Reviver IPs antigas, como Sakura Wars;
  5. Limitar o foco das IPs externas à Kemono Friends e Jogos Olímpicos.

A Sega ainda informou que deve lançar mais seis jogos até março de 2020. Será que teremos finalmente Persona 5 no PC? É esperar para ver.

Fonte: Tweak Town via Meio Bit.

A primeira vez foi com Golden Axe, tão pequeno que precisava usar um banco para alcançar os controles do fliperama. Passou por todas as gerações de consoles e joga no PC desde 199. Fã de RPGs, jogos de corrida, indies e qualquer jogo com uma boa história.