Artigos Especiais - Games

Especial Dia dos Pais | Três jogos sobre paternidade

A família é – ou pelo menos deveria ser – um pilar importantíssimo para cada um de nós. Apesar de todos termos diferenças, problemas e nem sempre a melhor das relações, isso tudo faz parte e quando conseguimos dobrar esses problemas conseguimos bons resultados. Na arte não é diferente. Quase sempre baseados em fatos cotidianos temos nos livros, filmes e games um espelho de situações que acontecem com os diretores e produtores dessas obras.

Com a chegada do Dia dos Pais, tive a ideia de trazer alguns jogos que tratam a paternidade como um tema importante em suas histórias. É interessante pontuar que a ideia principal desse texto é instigar você, caro leitor a passar mais tempo com seu “velho”, não só em um domingo de agosto. Não vou generalizar pois são centenas de casos diferentes, mas se estiver dentro do possível, quebra o gelo e faça funcionar.

Mensagem dada, ideia explicada, vamos a nossa lista. É curioso – ou não – que essa lista tenha os meus 3 jogos favoritos da vida e que todos eles abordem de alguma forma a paternidade. Sem mais delongas vamos ao primeiro game da lista.

God of War (2018)

Com uma premissa diferente dos primeiros jogos da franquia, o “soft reboot” da Santa Monica Studios trouxe novos ares para o Fantasma de Esparta e ainda abocanhou o Game of the Year 2018. Com uma trama muito interessante e baseada em fatos da vida de Cory Barlog, diretor do game, God of War retrata vários aspectos da família de forma interessante e tocante.

A mescla de algo cotidiano com a mitologia funciona de forma tão legal que em determinado momento do game você chega a se sentir feliz por Kratos e sua transformação, algo que nunca aconteceu nos games anteriores. Por falar em Kratos ele se encontra muito mais calmo e cadenciado, mas ainda sim bruto e preparado para derrubar qualquer ser divino, mas agora com a adição de seu filho Atreus

God of War tem excelentes gráficos, uma trama interessante, uma trilha sonora que arrepia e ainda renova a franquia que ficou cansada depois do fraco Ascension. O game foi um tremendo sucesso e sem dúvidas é um exclusivo obrigatório para o PS4. Caso haja interesse em sua produção a Santa Monica Studios lançou um Making Of no Youtube e você pode conferir aqui.

God of War é um exclusivo de Playstation 4 e sua continuação já é um dos games que mais espero por aí.

The Last of Us

A Naughty Dog já tinha se consagrado com a franquia Uncharted no PlayStation 3, além de clássicos como Crash Bandicoot e Jak and Daxter. Entretanto foi com The Last of Us que o estúdio chamou a atenção pela sua narrativa. Com uma trama que corta o coração nos primeiros 15 minutos, o game se tornou um dos principais exclusivos da Sony e até hoje é o favorito de muita gente. 

O desenvolvimento da relação de Joel e Ellie – protagonistas da história – durante as quatro estações do ano é muito bom e se divide em momentos de tensão, tranquilidade e um final no mínimo chocante. Apesar de ser o “menos família” da lista pra mim, ele ainda consegue ser uma excelente opção se jogado junto com seu “velho”. 

É legal lembrar que a continuação do game está quase aí e já tivemos um vídeo de gameplay. 

The Last of Us pode ser encontrado no PlayStation 3 e Playstation 4.

BioShock Infinite

E por fim, mas não menos importante temos Bioshock Infinite. Cidade nas nuvens, poderes malucos e Elisabeth. Ah, Elisabeth, por que tão incrível? Cercado de mistérios em relação a Columbia, a cidade nas nuvens o game cria uma trama que mistura realidades paralelas e viagem no tempo com uma história de pai e filho.

Com uma jogabilidade boa e excelente cenários, o game é uma ótima experiência para quem estiver buscando uma temática um pouco diferente. Além disso eu garanto que sua mente vai explodir quando os créditos subirem. 

BioShock Infinite foi lançado inicialmente para Xbox 360, Playstation 3 e PC, mas foi remasterizado na BioShock Collection para o PlayStation 4, Xbox One e também para o PC

Um trechinho do jogo que me ganhou MUUITO:

Apesar da lista ter apenas três jogos isso aqui não é uma regra. Apenas aproveitei a data para indicar bons games e aconteceu dos meus jogos terem a temática. A verdade é que qualquer jogo pode ser jogado com ele se for do agrado de ambos. Ele pode ser um amante de terror, ou de corrida ou simplesmente gostar do Pac-Man.

De qualquer forma aproveite não só esse dia, mas os bons momentos com ele e se assim como o meu ele abandonou os games, tenta fazer um esforço para trazê-lo de volta. E ah, se o seu caso for daqueles onde “ele” não exista, seja qual for o motivo, chama sua mãe ou um amigo.

Por fim, Feliz dia dos Pais para todos os pais por aí. Caso você seja pai e tenha tido alguma experiência legal jogando qualquer coisa entra em contato conosco para sabermos. Espero que tenham gostado e até a próxima.