BGS Destaques Especiais - Games Games

#BGS2019 | MediEvil é mais um ótimo remake

 

Desde o lançamento de Crash Bandicoot: N’Sane Trilogy, uma leva interessante de remakes vem aparecendo por aí. Tivemos a trilogia Spyro, Crash Team Racing e até mesmo Shadow of the Colossus. 

Anunciado em 2017, MediEvil entra nessa lista e está bem promissor. Totalmente localizado para o nosso idioma – e com uma boa qualidade – o game tem potencial para ser um sucesso. 

O que posso dizer como alguém que não jogou o original é que tecnicamente o game está impecável. Ótima dublagem, trilha sonora que combina com o clima do game, além dos gráficos que estão bem bonitos.

O que joguei na demo disponibilizada na Brasil Game Show 2019 foi basicamente os primeiros 20 minutos do game, mostrando um pouco do plot e ensinando o básico. Após um resumo de uma guerra conhecemos então Dan, um cavaleiro que morreu há muito tempo pelo seu grande inimigo Zarok, um feiticeiro. 

Ironicamente – ou não – Zarok o ressuscita depois de muito tempo, mas Dan continua com a aparência de um esqueleto de milhões de anos. Tendo uma segunda chance de enfrentar seu grande inimigo nós enfim assumimos o controle de Dan. Logo começam os tutoriais explicados por livros e pegamos nossas primeiras armas e o escudo.

Como funciona o game?

Basicamente nós vamos passando por diversas áreas e essas podem ser exploradas de diversas formas. Em cada área temos um objetivo principal, mas também temos áreas secretas, itens especiais e puzzles.

Dan pode dar um golpe fraco, golpe forte e com o L2 conseguimos mirar nos inimigos. Isso é bem útil ao utilizar as facas de tiro, por exemplo. Por ser um esqueleto, Dan não consegue nadar, portanto áreas com água não são recomendadas. Na demo encontramos dois tipo de inimigos. Os zumbis que são mais fracos e fáceis de lidar e os soldados do castelo de Zarok, esses que podem causar um estrago se tiverem em grupo.

A demo terminou no primeiro boss do game, o Demônio do Vidro – que por sinal tem um design bem interessante – e o que mais me chamou a atenção foi a dificuldade do game. Apesar de ser o primeiro boss, ele exige uma certa habilidade e o que mais gostei é que não teve nenhum pop-up me explicando o que fazer para vencê-lo.

Por fim, MediEvil é um game essencial para quem gosta do original. Apesar de adorar games do gênero, o mesmo não me chamou a atenção a ponto de eu querer comprá-lo agora. É bom, mas não uma prioridade no meu caso. 

MediEvil é um exclusivo de PlayStation 4 e será lançado no dia 25 de outubro. Ele já está disponível para pré-venda na PSN por R$119,90.