Conecte-se com a Torre

Análise | Stray – Bem vindo ao arMIAUgedom

Análises

Análise | Stray – Bem vindo ao arMIAUgedom

Em Stray, controlamos um gatinho tigrado simpático e carismático pelas ruas de uma cidade pós apocalíptica. O jogo faz uso do melhor da estética cyberpunk e distópica para atrair os olhos dos jogadores, além de apresentar uma história consistente e mecânicas de jogabilidade simples, mas prazerosas. Stray foi lançado em 19 de julho de 2022, desenvolvido pela BlueTwelve Studios e publicado pela Annapurna, para Playstation 4, Playstation 5 e Windows. Confira abaixo o trailer do jogo:

Um Gatinho na Cidade Grande

Essa é a premissa inicial do jogo: você é um gato! Mas não qualquer gato, não. Você é um gato vira-lata, separado do seu bando, perdido e jogado numa cidade deserta. Se Death Stranding era um walking simulator, Stray é um cat simulator. Os desenvolvedores incluíram múltiplas opções de interação com o mundo que só um gato seria capaz. Arranhar portas, tapetes e sofás; se esfregar nas pernas das pessoas (quer dizer… robôs), beber água suja do chão, miar, pular em telhados, etc.

“Ok… mas qual a história desse simpático gatinho?”. O jogo inicia-se com o bando do gato explorando o mundo exterior, até que o protagonista erra um salto importante e cai para dentro da Cidade Murada, e é a partir daí que a trama se desenrola.

 

A Cidade Murada

O universo do jogo se passa no planeta Terra, em um futuro distante em que os humanos foram extintos de forma misteriosa. A natureza, os animais e os robôs (chamados de Companheiros) há muito tomaram nosso lugar no mundo. Porém, problemas deixados pela população humana ainda assolam o mundo, como os Zurks e a própria Cidade Murada.

Infestação de Zurks em Stray

Infestação de Zurks em Stray

Em algum ponto do futuro, os humanos foram forçados e se resguardar dentro de cidades muro por conta de alguma ameaça externa. Conforme os humanos foram extintos de dentro dos muros, os Companheiros desenvolveram senciência, porém perpeturam o ciclo de aprisionamento dentro das cidades muro.

Pelo que pude perceber ao longo do jogo, existem várias cidades muro espalhadas ao redor do planeta, e é em uma delas que nosso protagonista “cai pra dentro”. Esta, portanto, é a Cidade Murada. A Cidade Murada é dividida em três distritos, bem ao estilo de Attack on Titan. Um distrito mais pobre, onde encontra-se a favela e os esgotos; uma de “classe média”, o centro da cidade e, por último, o topo, onde encontra-se o centro de controle da Cidade Murada.

 

Zurks, Opressão e Robôs

Os principais antagonistas do jogo são os Zurks e o próprio sistema da sociedade. Os Zurks são bactérias geneticamente modificadas, criadas para consumir todo tipo de lixo e dejeto de procedência humana. Com o tempo, porém, a mutação saiu de controle agora as bactérias consomem tudo que se mexa ou esteja vivo. No trailer, são aqueles bichinhos que pareciam umas bolinhas.

Além dos Zurks, a sociedade de robôs manteve o modelo opressivo de controle e sistema de classes. Não apenas os Zurks caçam o gatinho em Stray, como também as patrulhas da polícia. Esse, porém, é um assunto mais para o final do jogo.

Aqui começam os conflitos com os robôs em Stray

Aqui começam os conflitos com os robôs

 

Mecânicas

Além das mecânicas de cat simulator que mencionei acima, o jogo faz uso de recursos de puzzles e travessia. O foco principal está em resolver problemas de locomoção, coletar e carregar itens, salvar Companheiros de enrascadas, e, por fim escapar da Cidade Murada. Para isso, é necessário fazer uso de todos os seus dotes felinos para conseguir o que quer.

Arranhar tapetes é uma das mecânicas de cat simulator em Stray

Arranhar tapetes é uma das mecânicas de cat simulator em Stray

O jogo cumpre bem o que se propõe a fazer, porém, senti falta de um pouco mais de foco e uma única mecânica ou direção. Um dos recursos mais mostrados em trailers foi o canhão de luz, que podia ser disparado com a ajuda de B-12 (o drone companheiro do gato). Quando debloqueei o canhão, achei que seria um recurso que seria implementado, utilizado e aperfeiçoado durante todo jogo, porém em certo ponto da história ele é simplesmente descartado para nunca mais ser usado.

 

A Música e a Arte de Stray

Nada do que vemos em Stray é novo. Já conhecemos a estética cyberpunk há um tempo. No que Stray realmente se destaca é na direção de arte. A forma como a cidade é disposta, a coordenação da luzes e cores distribuídas ao longo das paisagens, faz com que o jogo seja um colírio para os olhos. Abaixo, algumas imagens que mostram um pouco da direção de arte fantástica do jogo:

Além da arte, vale ressaltar a trilha sonora incrível do jogo. Em momentos calmos, trilha sonora ambiente relaxante. Em momentos de exploração, trilha sonora tensa ou que levanta expectativa. Tudo foi feito para imergir completamente o jogador no mundo de Stray.

 

Veredito

Stray
4.8 / 5 Nota final
{{ reviewsOverall }} / 5 Users (0 Votos)
Prós
História curta, coesa e coerente Jogabilidade simples e prazerosa Arte e trilha sonora espetaculares
Contras
Curta duração Preço "salgado" Falta de detalhismo
Veredito da Torre
Stray é mais um dos grandes acertos da Annapurna enquanto publisher e um exceletíssimo começo para a BlueTwelve Studio (Desenvolvedora). O jogo cumpre bem a proposta de colocar o jogador na pele de um gato e em motivar a exploração do mundo. Além disso, conta com uma direção de arte e sonoplastia espetaculares. É um indie obrigatório para amantes do gênero e também para aqueles jogadores que querem jogar algo mais leve e casual. Os principais pontos negativos ficam marcados pela falta de detalhismo em certas partes do jogo (ritmo, sincronia de gestos) e de desempenho em certas partes.
História
Jogabilidade
Trilha sonora
Arte
Diversão
What people say... Leave your rating
Сортировать:

Seja o primeiro a deixar uma review

User Avatar User Avatar
Verificado
{{{ review.rating_title }}}
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

На этот отзыв еще нет ответов.

Avatar
Mostrar mais
Mostrar mais
{{ pageNumber+1 }}
Leave your rating

 

 

 

  • Infestação de Zurks em Stray
  • Infestação de Zurks em Stray
  • Aqui começam os conflitos com os robôs em Stray
  • Arranhar tapetes é uma das mecânicas de cat simulator em Stray
  • Infestação de Zurks em Stray
  • Infestação de Zurks em Stray
  • Aqui começam os conflitos com os robôs em Stray
  • Arranhar tapetes é uma das mecânicas de cat simulator em Stray
Comentários

Mais em Análises

Topo