Preview | Dandy & Randy

Ajude Dandy e Randy numa aventura repleta de desafios e quebra-cabeças, inspirado no clássico Goof Troop!

 

 Nos últimos anos o mercado de jogos independentes nos tem presenteado com diversos títulos de qualidade, em muitos casos remetendo a jogos clássicos dos anos 80 e 90. Uma grande parte desses jogos tende a se aproximar das fórmulas de Zelda, Metroid, Mario e Mega Man. Porém, Goof Troop (popularmente conhecido como “Pateta & Max”), um dos jogos mais queridos dos 16-bit, com sua fórmula bastante peculiar, mesmo sem nunca ter recebido uma sequência acabou se tornando um cult-classic, lembrado até hoje pelo seu gameplay e especialmente por seu multiplayer cooperativo. E foi justamente em Goof Troop que Andre Chagas, da Asteristic Game Studio, foi buscar inspiração para criar Dandy & Randy, que está atualmente disponível em Early Access na Steam.

 Dandy & Randy são dois arqueólogos muito atrapalhados que estão com um problemão: eles devem uma quantia absurda ao banco e precisam desesperadamente encontrar uma forma de pagar essa dívida! Por sorte, a dupla toma conhecimento de uma misteriosa pedra preciosa conhecida como “Celestial Stone“, que segundo à lenda, garante riqueza e sucesso a seus donos, e descobrem que tal pedra se encontra em uma longínqua ilha. Imediatamente, Dandy e Randy decidem ir até a ilha em busca do misterioso artefato que pode mudar sua sorte, livrá-los de suas dívidas e torná-los podres de ricos. Mas como já era de se esperar, esta não vai ser uma missão fácil, e a dupla vai precisar encarar muitos desafios, quebra-cabeças e inimigos para alcançar seu objetivo, num jogo rico em cores, carisma e uma trilha sonora espetacular.

 O gameplay é, obviamente, bastante semelhante ao de Goof Troop, em que o jogador tem de usar itens, resolver quebra cabeças que envolvem empurrar blocos e ativar switches, lidar com armadilhas e, ao final de cada fase, enfrentar o chefão, que dá acesso à fase seguinte. Os controles são simples, com um botão para usar o item equipado, um botão de interação, outro para alternar entre os itens, e um de pausa. O jogo suporta o uso de gamepads (que é recomendado), e a movimentação pode ser feita tanto pelo D-Pad quanto pelo analog stick. Além disso, como era de se esperar, o jogo pode ser jogado em multiplayer cooperativo. No entanto é importante ressaltar que o multiplayer é apenas local, embora seja possível jogar online com ajuda de uma ferramenta externa, o Parsec.

 A arte do jogo é muito bonita, colorida, e segue uma estética que remete muito a jogos do Gameboy Color, e apesar das sprites de Dandy, Randy e dos inimigos comuns serem pequenas, elas são incrivelmente expressivas e cheias de personalidade. Na atual build do jogo, é possível enfrentar um chefe que é um polvo enorme, que impressiona pela qualidade da animação, e me lembrou bastante de um dos chefes encontrados em outro jogo que hoje é considerado um cult-classic: Startropics, do NES.

 No departamento sonoro, a trilha de Dandy & Randy é um show a parte, com melodias incríveis, que assim como o design dos personagens principais, me lembram muito o que víamos e ouvíamos em jogos antigos da Sunsoft e da Natsume, e o casamento entre as partes sonoras e visuais é um grande trunfo do jogo, que em sua versão final será composto de cinco fases, e cada uma delas contará com temas, inimigos, itens e músicas próprias.

 Dandy & Randy é o segundo jogo da Asteristic Game Studio, criado praticamente em sua totalidade pelo carioca Andre Chagas, que contou com a colaboração do talentoso compositor canadense Mark Sparling, responsável por toda a parte sonora do jogo, criada com o famoso tracker LSDJ, um software criado para o Game Boy para a composição de chiptunes. Dandy & Randy está sendo publicado pela Forever Entertainment no Steam, e há planos de lançar o jogo posteriormente para o Nintendo Switch.

Jogo os jogos que você não conhece e os que já esqueceu que existem. Sou fascinado pelo Famicom e meu forte são retrocoisas. Escrevo sobre joguinhos no Torre de Controle. Falo sobre jogos e NFL no meu Twitter @ramidraws. Don't Believe the Hype!