Conecte-se com a Torre

Crítica | Thor: Ragnarok – O verdadeiro Deus do Trovão renasce

Críticas

Crítica | Thor: Ragnarok – O verdadeiro Deus do Trovão renasce

Resultado de imagem para thor ragnarok

Marvel Studios vem inovando cada vez mais nos seus estilos cinematográficos e suas adaptações magníficas, fugindo bastante do óbvio no qual estamos acostumados no gênero, porém Thor: Ragnarok conseguiu se superar e atingir algo além da expectativa: o humor.

Como todos nós sabemos, os filmes anteriores não foram muito bem aceitos, cada um com seu estilo peculiar. No entanto, o terceiro filme do Deus do Trovão acabou sendo diferente de tudo que já vimos no Universo Cinematográfico da Marvel, seja em pontos positivos ou negativos. Começando pelo seu humor escrachado digno de uma comédia pastelão na qual já é de difícil aceitação do público, entretanto, parece ter se encaixado bem com o Thor, apesar do personagem original nos quadrinhos não ser nem um pouco bem humorado. O Thor e o Hulk nesse filme fogem de tudo no qual já vimos tanto em HQ quanto em filmes, vale salientar o quanto Chris Hemsworth (Thor) e Mark Ruffalo (Hulk) se encaixaram bem nos seus respectivos papéis após se reinventarem.

Em contrapartida, o filme é magnífico em efeitos especiais provando que Taika Watiti não é apenas um especialista em comédia, mas um tremendo nerd, trazendo referências á coisas bastante clássicas dos quadrinhos. Inclusive todo o visual colorido do filme homenageia bastante o desenhista Jack Kirby, responsável pela criação de boa parte dos heróis da Marvel que conhecemos hoje.

Com uma trilha sonora fantástica incluindo Led Zeppelin, Thor finalmente conseguiu o que não havia feito em dois filmes, trazer o amor do público. Além de sua fotografia magnífica que provavelmente foi bem trabalhada, e como já se era de esperar, os figurinos são bem únicos e mostram a tremenda criatividade da equipe como um todo sem falar na dedicação.

VEREDITO
Thor finalmente conseguiu seu espaço no coração da Marvel, mesmo fugindo bastante do lado mitológico da história. Thor: Ragnarok é a melhor adaptação do herói nos cinemas e traz de volta o entusiasmo de vermos o protagonista novamente nas telonas para saber o que será dele daqui pra frente.

CONFIRA O TRAILER E A SINOPSE

Não recomendado para menores de 12 anos
Thor (Chris Hemsworth) está preso do outro lado do universo. Ele precisa correr contra o tempo para voltar a Asgard e parar Ragnarok, a destruição de seu mundo, que está nas mãos da poderosa e implacável vilã Hela (Cate Blanchett).
Comentários

Mais em Críticas

Topo