Críticas Especiais - Cinema

Crítica | Vingadores: Guerra Infinita – Transformando 10 anos em pó

Imagem relacionada

Vingadores: Guerra Infinita, o maior evento da Marvel celebrando os 10 anos do universo cinematográfico já está nos cinemas e se você espera um filme de proporções épicas, você encontrará, no entanto, não espere mais que isso.

Pode-se dizer que o título do filme deveria ser ‘Thanos’, já que ele não é só o vilão do filme, mas o personagem principal do longa, e apesar de todas as desventuras no caminho tem um objetivo próprio, e não importa quem, ou o que esteja na sua frente.

As cenas de ação são fantásticas, com toda a certeza a produção investiu pesado em trazer o máximo de realidade ao CGI. Como é o caso do Thanos, que é um personagem todo em computação gráfica, mas que em certos momentos se assemelha bastante com um humano real, assim como o cenário e até o figurino. O filme traz batalhas lindas e junções de personagens icônicos que jamais serão esquecidas. A trilha sonora é celebrada de forma esplêndida com os dez anos de universo cinematográfico, causando uma nostalgia emocionante, como se ali fosse o fim de tudo.

As atuações estão ótimas, com todos os arcos e núcleos super desenvolvidos como podem, afinal, são tantos heróis em tela, que se torna difícil gostar de apenas um. Thor claramente se supera em todos esses anos, e toda a dramaticidade dos acontecimentos dá um peso maior para os personagens. Todos eles carregam feridas que são abordadas de forma genial no filme.

VEREDITO

De fato, Vingadores: Guerra Infinita é um épico que foge completamente do que estamos acostumados nos filmes de heróis, causando um certo desconforto já que o espectador passa 2 horas e meia em uma agonia angustiante pelo desfecho, e o que ele encontra é apenas um final inconclusivo, mostrando que o filme desde o início estava destinado a isso, ele surpreende por um final inesperado, mas decepciona por um final inesperado também.

CONFIRA O TRAILER E A SINOPSE

Não recomendado para menores de 12 anos
Thanos (Josh Brolin) enfim chega à Terra, disposto a reunir as Joias do Infinito. Para enfrentá-lo, os Vingadores precisam unir forças com os Guardiões da Galáxia, ao mesmo tempo em que lidam com desavenças entre alguns de seus integrantes.