Cinema Notícias Cinema

Warner Bros. adotará sistema de inteligência artificial para produção de filmes

 

Todo dia nos aproximamos mais da subjugação pelos soberanos robóticos.

De acordo com o The Hollywood Reporter, a divisão de cinema da Warner Bros., chefiada por Toby Emmerich, tomou um passo sem precedentes rumo ao uso de inteligência artificial na produção cinematográfica em Hollywood.

A produtora assinou um acordo com a startup Cinelytic, cujo sistema de gerenciamento de projetos com inteligência artificial promete automatizar a análise de dados e projeções de lucro, tal como decidir em qual região um ator é mais popular, para ajudar os executivos nas decisões, que normalmente demoraria dias com uma equipe dedicada, quase que instantâneamente. Ele foi lançado no ano passado, mas passou por quatro anos de testes beta e em 2018 fechou contrato com as produtoras Ingenious Media e Productivity Media. O contrato com a Warner representa a maior adesão desse tipo de sistema.

O artigo destaca como uma das principais utilidades a análise de dados em filmes de festivais, em que as distribuidoras competem em leilões pelos direitos de distribuição dos filmes, decisões que precisam ser feitas com muito pouco tempo de preparo. O sistema ajudaria os executivos a tomar decisões de forma mais informada.

Resta saber quais consequências isso terá para a indústria. Apesar do artigo salientar que as decisões criativas não serão afetadas pelo novo sistema, não muda o fato que ele abre a porta para as pessoas se decidirem baseadas em números. E conforme a automatização vai progredindo, mais os donos de produtoras vão querer dispensar quem trabalha na área.

A Skynet está chegando, e seu primeiro ataque à humanidade vai ser o Coringa 2…