Recomendações da Torre | Games e filmes para sua quarentena

Estamos passando por uma fase muito complicada de nossa história. Não podemos sair com os amigos, visitar a família ou dar um simples passeio no parque. Por mais difícil que seja, o distanciamento social está salvando vidas. É um momento delicado e desgastante, pois além de abalar nossas estruturas sociais, também afeta a nossa saúde mental. Cuidar de nossa mente é tão importante quanto cuidarmos de nossos corpos.

A arte é uma forma magnífica de interpretar e abraçar a vida, mas também é um forma de escapar e esquecer dela. Essa é uma das belas facetas da arte, você decide qual será a sua função (se é que terá uma). É por isso que nós da equipe Torre de Controle selecionamos algumas das nossas obras de arte favoritas para te ajudar, pelo menos um pouquinho, a passar por esse momento.

Bruno Alves

Os Gritos do Silêncio: Uma história baseada em fatos reais, sobre a luta de um jornalista (Sydney Schanberg) para encontrar e libertar seu amigo que foi enviado para um campo de concentração cambojano (Dith Pran) do regime ditatorial de Pol Pot durante a década de 70. Possui uma das melhores fotografias da história do cinema e venceu três Oscars (Fotografia, ator coadjuvante e melhor roteiro adaptado). É uma lembrança de que mesmo no fundo do poço existe uma luz. (NetMovies, Looke)

Trilogia The Banner Saga: Uma aventura com batalhas táticas em turno e elementos de adventure. Possui uma ambientação fantástica baseada na mitologia nórdica, em um mundo à beira do colapso. A trilha sonora é assinada por Austin Wintory e é um dos jogos mais bonitos e contemplativos que já joguei. É o afloramento do instinto de sobrevivência, compaixão e liderança, tão em voga nos tempos atuais. (Nintendo Switch, PlayStation 4, Android, Xbox One, PC, PlayStation Vita)

The Banner Saga

Matheus Maskalenka

Brazil o Filme: Num cenário cyberpunk distópico, onde massas de trabalhadores vivem à mercê de seus trabalhos numa sociedade regida por maquinas defeituosas e governos extremamente burocráticos, um funcionário público se vê na mira do governo devido a um erro de digitação, o que o leva numa aventura absurda nas margens da sociedade até as entranhas do sistema, com sociedades obceadas em cirurgias plasticas e técnicos de ar condicionado piratas. É uma sátira extremamente ácida e ainda relevante, e com uma direção e fotografia excêntrica e criativa do Terry Gilliam no auge da sua carreira. (Amazon Prime Video)

Transformers Devastation: Em geral jogos licenciados da Platinum Games tendem a ser bem fraquinhos. Mas Transformers Devastation é diferente. Com uma estética cel shading para parecer um desenho 2D, o jogo incorpora os personagens e conceitos da franquia Transformers perfeitamente nos sistemas de combate padrão Platinum. O que é melhor que um combo perfeito de 50 ataques ininterrupto? Um combo perfeito de 50 ataques ininterrupto que você finaliza seu inimigo ATROPELANDO ele. É um jogo curto, porém satisfatório e insano, tanto para fãs de Platinum quanto de Transformers.

Brazil: O Filme

Tiago Rodrigues

Resident Evil Remake: Em sua versão refeita é uma excelente pedida. Respeitando o jogo original, temos adições de novas áreas, novos inimigos e novos puzzles. Além disso, a mansão com os efeitos e texturas mais bonitas passam uma beleza e uma tensão boa de se experienciar. Com duas campanhas e diversos extras, Resident Evil Remake é uma excelente pedida para quem está em quarentena. (PlayStation 4, Nintendo Switch, Xbox One)

Capitão América – O Soldado Invernal: Parece meio sem graça indicar filme de herói atualmente, entretanto a continuação da história do Primeiro Vingador é uma das – senão a melhor – melhores  coisas envolvendo esses personagens. Fugindo da “fórmula Marvel”, o filme tem excelentes cenas de luta, explosões e ainda mostra a guerra política por trás da famosa S.H.I.E.L.D. (Google Play, Netflix)

REmake

Guilherme Soares

Trilogia Senhor dos Anéis: Com o advento da quarentena, você que nunca teve o prazer de conhecer essa belíssima saga, pode agora. Os três filmes estão disponíveis tanto no catálogo do Prime Vídeo como da Netflix. Juntos somam aproximadamente 11 horas de muitas aventuras e emoções na tão aclamada Terra-Media. (Google Play, Netflix)

World of Warcraft: Uma boa pedida pra você que realmente está sem jogar nada na quarentena. O maior RPG online de todos os tempos pode proporcionar a você, horas e mais horas de entretenimento, missões divertidas e muita, mais muita ação. (PC)

Senhor dos Anéis

Lucas Silva

Já não me sinto em casa nesse mundo: Pouquíssimos filmes me dão uma sensação de conforto tão grande. Alguns deles são filmes já bem conhecidos como Star Wars, Divertida Mente e A Chegada, mas recentemente um novo título conquistou esse espaço no meu coração: Já não me sinto em casa nesse mundo. Ruth é uma mulher que se vê chegando à meia-idade vivendo uma vida completamente normal. Tédio, solidão, problemas no trabalho… um padrão de vida bem comum. Quando sua casa é invadida e ela tem alguns itens roubados, a polícia a ignora e ela passa a ter um novo propósito: rastrear os ladrões. Ela então parte nessa pseudo-aventura ao lado de seu vizinho detestavelmente esquisito e engraçado, Tony. A forma como esse filme escalona e utiliza drama, comédia e suspense sem perder a mão em nenhum dos elementos desses gêneros é algo surpreendente, afinal, é o primeiro filme dirigido pelo ator Macon Blair. Apesar de não ser um filme impressionante é, sem dúvidas, especial. (Netflix)

Hue: Você, pessoa querida que gosta de jogos eletrônicos, talvez conheça Limbo, um game de plataforma/ puzzle onde um garotinho é empalado, esmagado e decapitado diversas vezes. Apesar de Limbo ser um jogo bem bacana, acho que seu aspecto dark e trevoso não é muito recomendável para esse momento. Na verdade vou recomendar seu primo distante, colorido e não muito conhecido: HUE. Também um game plataforma/puzzle, em HUE o jogador utiliza diferentes cores para alterar o cenário e ultrapassar obstáculos. Com um visual lindo e fases intrigantes, HUE é um jogo simples sem ser repetitivo e um prato cheio para novos fãs de puzzle. (Nintendo Switch, PlayStation 4, Xbox One, PC)

HUE

Felipe Vidal

O Enigma de Outro Mundo: Lançado em 1983, e dirigido pelo lendário John Carpenter (Halloween), o filme de terror e ficção acompanha a luta pela sobrevivência de um grupo de pesquisadores em uma instalação na Antártica. Acidentalmente o grupo descobre uma criatura alienígena capaz de imitar seus corpos. O filme é considerado um clássico do cinema, e é repleto de cenas com muito sangue e violência, perfeito para os amantes de um bom gore. (Netflix)

Monster Hunter World: A melhor definição para MHW é simplesmente dizer “quando Jurassic Park se junta a Dark Souls”. Embarque nessa aventura como um caçador de monstros gigantes em um mapa com um ecossistema vivo e desfrute de vários horas de jogo, nesse, que é um dos melhores títulos da atual geração. (Steam, Xbox One, PlayStation 4)

O Enigma de Outro Mundo

Estevão Cavalcanti

Clube dos Cinco: Todo mundo já assistiu “Curtindo a Vida Adoidado”, mas poucos conhecem esta outra pérola do diretor John Hughes. Muito além de uma comédia romântica adolescente, Clube dos Cinco apresenta os desafios e conflitos que atingem a todos nesta fase da vida, independente da geração. Reflexões sobre a vida, amor e relacionamentos são muito bem equilibrados com humor e a boa e velha música datada dos anos 80. Um filme para relaxar a noite e ir dormir pensando nele. (Netflix)

To the Moon: um jogo aparentemente simples, no estilo dos RPGs da era 16 Bits, que esconde uma pérola de valor incalculável. Este é um dos meus jogos preferidos da vida e tem uma história tão incrível, tão profunda e sensível que acaba marcando para sempre a vida e o coração de quem joga. Uma excelente opção para estes tempos difíceis, um jogo de curta duração mas grande impacto. É um jogo barato e está disponível para várias plataformas, facilitando muito o acesso a ele. (Nintendo Switch, Android, iOS, Microsoft Windows, macOS, Linux, Mac OS Classic)

 

Esperamos que tenha gostado de nossas recomendações. Quer recomendar algo pra gente? Comenta aí e até a próxima!

Se você tem o privilégio de escolher, por favor, fique em casa. Se infelizmente você não tem esse privilégio, se cuide.

A cultura pop pode nos proporcionar momentos enriquecedores se a olharmos com carinho. É assim que encaro games, cinema e todas as outras mídias que nos cercam. Tratando arte como arte, sem nunca perder o bom humor.